“fé na era do ceticismo”

não é segredo para ninguém que me conhece: eu amo ler! desde nova, leio muito. quando era criança, ganhei um prêmio por ser a aluna que mais leu na escola…eu era a cara da pequena nerd! quando cresci, esse amor transbordou para a escrita, a escolha de cursar letras, e por aí vai…
por sempre ter lido muito, eu confesso, sou muito crítica com o que leio. sabe aqueles livros EM DESTAQUE na Saraiva? me perdoe sociedade, mas eu torço o nariz. eu creio que o cânone da literatura existe por um motivo e mérito. gosto de literatura que provoca reflexão, que é inovadora, bem-elaborada, profunda, relevante, importante…
POR ISSO, fiz essa resenha com muito amor!
livro: a fé na era do ceticismo
autor: timothy keller
ano: 2008

Processed with VSCOcam with c1 preset

confissão: eu tenho dificuldade de falar sobre livros cristãos. as vezes pelo assunto ser correto e bom, as pessoas entendem que o livro necessariamente é bom. mas não é bem assim. por mais que o autor tenha ótimas intenções, é muito raro ele ser, realmente, um bom escritor [normalmente o que se encontra: muitos clichês… enredos, textos e argumentos mal-elaborados, pouca fundamentação teórica/histórica etc]. mas, quando eu gosto, a maioria das vezes são livros descritivos (explicando um assunto, analisando pontos de vista). sinceramente, se eu quiser ler um livro me falando como eu devo me comportar, eu abro a bíblia.
“a fé na era do ceticismo” me ganhou na sua primeira citação: darth vader. o intuito do livro é analisar alguns questionamentos comuns ao cristianismo e fornecer algumas das visões históricas que vem ao encontro dessas dúvidas – realmente, não há nada novo debaixo do sol.  ele constrói argumentos e pontos de vista citando CS Lewis, Dawkins, Foucault, Pascal, Dostoievsky, Kierkeegard, Darwin…
image (1)
(por mais livros cristãos com esses rodapés <3)
a fundamentação teórica do livro é inquestionável. a influência de CS Lewis no estilo, retórica, argumentação, etc. é bem clara. quem gostar de CS Lewis, vai adorar. ele tenta ser o mais “imparcial” possível, e quem está acostumado a ler sociologia vai acompanhar o tom com facilidade.
Queria citar todos os capítulos, mas não quero estragar o livro! Vou dar dois exemplos; um mais argumentativo, e outro mais contemplativo:

Cada religião enxerga uma parte da verdade espiritual, mas nenhuma delas é capaz de enxergar a verdade integral.
Às vezes esse argumento é ilustrado com a história dos cegos e do elefante. Vários cegos seguiam seu caminho quando encontraram um elefante que os deixou tocá-lo e senti-lo. “Essa criatura é comprida e flexível como uma cobra”, disse o primeiro cego, segurando a tromba do animal. “De jeito nenhum – ela é grossa e redonda como um tronco de árvore”, disse o segundo cego, apalpando a perna do elefante. “Não, ela é grande e chata”, disse o terceiro cego, tocando a barriga do bicho. Cada cego conseguia sentir apenas uma parte do elefante – nenhum deles era capaz de ver o elefante todo. Da mesma maneira, argumenta-se, cada uma das religiões do mundo têm o conhecimento de uma parte da verdade acerca da realidade espiritual, mas nenhuma delas é capaz de ver o elefante todo nem alegar uma visão abrangente da verdade.
Essa ilustração prejudica em vez de ajudar quem a utiliza. A história é contada do ponto de vista de alguém que não é cego. Como saber que cada cego vê apenas parte do elefante, a menos que você afirme ser capaz de ver o elefante todo?”

“Jonathan Edwards, refletindo sobre a vida interior do Deus trino, concluiu que Deus é infinitamente feliz. Dentro dele existe uma comunidade de pessoas que derramam amor alegre e glorificador umas sobre as outras. Pense nesse padrão aplicado à sua própria experiência. Imagine alguém que você admire mais que qualquer outra pessoa no mundo. Você faria qualquer coisa por essa pessoa. Imagine, agora, ter descoberto que ela sente o mesmo por você e ambos firmem uma amizade por toda a vida ou um namoro seguido de casamento. Parece o paraíso? Sim, porque isso vem do céu – isso é o que Deus vivencia em seu interior, mas em grau e profundidade infinitos ou inimagináveis. Por isso, Deus é infinitamente feliz, porque no âmago do seu ser está o “foco no outro”, visto que ele não busca sua própria glória, mas a dos outros.”
Quem quiser, eu empresto! 🙂
Advertisements

2 thoughts on ““fé na era do ceticismo”

Add yours

  1. Oi Suzana. Não te conheço pessoalmente, mas conheço o Pedro, seu marido (É tão lindo falar isso rsrs). Desde que um amigo nosso em comum me disse que vocês iam casar, vi seu blog (pq adoro falar sobre casamentos rsrs) e tenho acompanhado esporadicamente. Mas hoje não pude deixar passar sem um comentário (vencendo toda a timidez de falar com uma pessoa que eu não conheço mas que passei a admirar). Glória a Deus pela sua vida, e pelas mensagens que você tem transmitido através desse blog. É renovador e encorajador ver pessoas sérias e comprometidas com a Palavra e que tem se esforçado para viver uma vida que agrada ao Senhor. Que Ele continue a te guiar nessa jornada linda! Fica aqui meu muito obrigado e quanto ao post de hoje, esse livro entrou pra minha lista de prioridades!
    Bjao

    Liked by 1 person

    1. NOSSA! ❤
      que bom que você venceu a timidez!! (aliás, vencer a timidez quase sempre vale a pena. digo quase porque também já passei algumas vergonhas na vida hehe)
      nossa, fiquei tão feliz! sempre espero que os textos escritos/traduzidos edifiquem alguém…porque se anima a fé de UMA pessoa, já vale muito a pena! ❤
      esse livro é muuuuito legal! eu gosto muito do Timothy Keller e tento acompanhá-lo via redes sociais sempre que possível. Não gosto muito de ouvir/ler pessoas que não conheço o testemunho então procuro sempre me informar!
      volte sempre e que o Sr te dê lindas experiências com Ele através da Palavra e de palavras!!!
      beijos!!! ❤

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: