ainda vale a pena querer casar.

O texto original em inglês pode ser lido aqui.

Talvez o casamento nem seja lá essas coisas no final das contas.

Com as taxas de divórcio altíssimas e os casamentos que sobrevivem ao nosso redor parecendo quebrados, confusos e infelizes, e tendo tantas outras coisas boas para nos ocupar, muitos jovens (homens e mulheres em seus vinte e trinta anos) têm basicamente desistido de casamento.

Com toda a dor, fracasso e atrito, ele simplesmente não deve valer a pena, né? Certamente eu posso encontrar outras maneiras de curtir o amor, companheirismo, e até mesmo a sensação de uma família. É para isso que serve o Facebook, certo? Há outras maneiras de ser conhecido e amado, e o casamento não é verdadeiramente necessário para minha felicidade ou significância aqui na terra.

Essa última colocação é verdadeira, mas temo que minha geração esteja deixando passar algumas coisas importantes sobre o que o casamento realmente é, e por que vale todo o tempo, paciência e até mesmo sofrimento. Muitas pessoas solteiras da minha idade – inclusive eu – precisam ser lembradas de que o casamento é espetacular e necessário, e é tudo isso porque ele é de Deus. A beleza do casamento vai além dos benefícios funcionais, sociais, relacionais, e, sim, até mesmo os benefícios sexuais. Para aqueles que creem em Jesus, a importância e o encanto do matrimônio deveria ser profundamente espiritual, com propósito, e eterno.

Venha um, não todos.

Ora, o casamento não é para todos. A Bíblia é maravilhosamente clara sobre isso (1 Coríntios 7: 6-7). Deus amavelmente e especificamente chamou, separou, equipou, e enviou muitos solteiros para o mundo para uma vida que testemunhe a suficiência satisfatória de Cristo. Paulo nunca se envergonhou de falar que se absteve de casar, e comemorou com alegria aqueles que fizeram o sacrifício como ele.

Estar livre de cuidar de um cônjuge e filhos é uma arma boa e perigosa na missão da igreja para espalhar a fama de Jesus (1 Coríntios 7: 32-35). Aqueles que são chamados por Deus e comissionado por Ele para esta vida de solteiro não precisam, no entanto, desprezar o casamento. Mesmo que as realidades e as bênçãos encontradas no casamento possam ser desconhecidas a eles, pelo menos deste lado da eternidade, eles têm todos os motivos para se alegrar que o casamento existe e que continua a ter um lugar de destaque no propósito e a obra de Deus no mundo.

5 motivos sobrenaturais para desejar o casamento

Então, amigos de vinte e poucos ou trinta e poucos anos, não deixem que as tendências mundanas o convençam que o casamento é um acessório pequeno e desnecessário na vida plena e feliz. Antes de enfiar-se mais e mais em sua carreira em vez de almejar um parceiro, considere estas cinco razões pelas quais seu casamento ainda é algo que vale a pena desejar.

  1. Quando Deus criou o mundo, o casamento era uma parte boa e produtiva de Sua criação perfeita.

Houve um dia – ou pelo menos algumas horas – em que o casamento era puro, imaculado, livre do pecado e do egoísmo. Na verdade, o mundo inteiro era assim. Deus olhou Sua criação, e viu que era boa – completa, sem falhas, rica e cheia de vida (Gênesis 1:31). E uma parte central desse mundo verdadeiramente utópico era o casamento – um homem e uma mulher, unidos como um em uma união ordenada por Deus, cheio de Deus, e glorificando a Deus (Gênesis 1:27).

O casamento não foi algo opcional ou incidental na agenda de Deus. Ele estava bem ali no centro, amarrando juntos os dois personagens mais significativas nesta história nova e épica. Claro, o pecado quebrou e marcou o que era bom e puro neste primeiro casamento. Mas Paulo diz – citando Gênesis 2 – que, desde o início, o mistério do casamento é que ele é utilizado para representar o relacionamento de Jesus com a igreja (Efésios 5:32). Isso significa que o pecado não foi uma surpresa no desígnio de Deus para o casamento. Em vez disso, de forma trágica, mas linda, serviu para cumprir um bom projeto de Deus. Casamentos hoje, embora falhos, ainda estão realizando, ainda que de forma imperfeita, o propósito glorioso que Deus lhes deu no Jardim.

  1. O matrimónio cristão desafia e expõe os sonhos míopes e prioridades ignorantes da nossa sociedade.

O casamento está sob ataque, e eu não estou nem pensando no chamado “casamento homossexual”. O individualismo, o consumismo, e o foco exacerbado na carreira têm barateado o valor social e a centralidade do casamento. Agora, ele é mais frequentemente visto como simplesmente um complemento social, conveniente para os sonhos e ambições de uma pessoa. E é regularmente (e infelizmente) avaliado, e até mesmo encerrado, com base em se ele está servindo as outras aspirações. A pessoa está feliz em estar casada se o casamento está fazendo-a feliz e ajudando a atingir seus objetivos de vida. Se ficar difícil, lento, chato ou exigir mais de nós, nós apenas nos retiramos; punimos nosso cônjuge e filhos, de forma direta ou indireta e, eventualmente, saímos e minimizamos nossos prejuízos.

A menos, claro, que Jesus seja o propósito e o poder do seu casamento. Qualquer um que tenha experimentado casamento vai testemunhar que é difícil. Isso tem sido verdade em todas as gerações, culturas e visões de mundo. Os casamentos não sobrevivem décadas baseados em conforto e auto-realização, pelo menos não com alegria. Casamentos resistem e prosperam baseados em um compromisso imutável, altruísta e mútuo com o outro, e – eu diria – a algo maior, mais forte e mais duradouro do que o casamento. Matrimónio cristão, portanto, é uma oportunidade de mostrar ao mundo algo – ou melhor, Alguém – forte o suficiente para manter um casamento intacto e torná-lo incrivelmente significativo e feliz.

  1. Matrimónio cristão é o único contexto saudável e designado por Deus para experimentar o milagre de ter filhos.

Conceber ou adotar crianças não é a única maneira de trazer pessoas à fé em Jesus Cristo, mas está comprovado pela história ser um dos métodos mais eficazes. Você terá uma autoridade e influência natural, incomum e dada por Deus sobre seus filhos. Ele lhe dá a capacidade única de estruturar seu crescimento, falar aos seus corações, e demonstrar o amor de Deus. E eles são um milagre, cada um deles. Cada nova pessoa – formada e sustentada por Deus no ventre de sua mãe – é um milagre impressionante (Salmo 139: 13).

A criança é um milagre que vale a pena fazer, o que significa que elas são um milagre que valem o planejamento e sacrifício. As futuras gerações de homens e mulheres que governarão o mundo, a igreja, e sua vizinhança local. Quem vão ser esses homens e mulheres? Em que tipo de casa irão crescer? Que lições eles vão aprender com 4, 12, 15 anos? Quando eles vão ouvir sobre Jesus? Quem serão os exemplos cristãos em suas vidas? É difícil superestimar a produtividade duradoura e o tesouro de gerar filhos e treiná-los para serem homens e mulheres segundo Deus.

Claro, existem outras inúmeras maneiras para se investir nas futuras gerações de jovens. Você pode lecionar. Você pode orientar. Você pode ajudar outros pais. Mas nada realmente substitui o relacionamento, comprometimento e responsabilidade de tê-los em sua casa, sob seu teto e cuidado, ao longo da vida.

  1. Dentre todos os meios de santificação, o casamento é uma das fornalhas mais eficazes para moldar a semelhança de Cristo.

Este, eu reconheço, é inspirado mais por anedota do que uma citação da Bíblia; mas também é justo dizer que é uma conclusão óbvia. Se você juntar duas pessoas tementes a Deus, que seguem Jesus, mas que são pecadoras em tamanha proximidade, com um compromisso que os impede de fugir, haverá tensão, conflito e, com toda a esperança, mudança.

Talvez o maior meio que Deus nos deu, além do Espírito Santo, para nos tornar mais semelhantes a Ele são as pessoas em nossas vidas que nos amam o suficiente para enfrentar nossos padrões de egoísmo, feridas, e pecado. O casamento posiciona essa pessoa amorosa conosco, na mesma família, mesma casa, mesmo orçamento, e a mesma promessa de uma aliança. Se Deus é infalivelmente fiel às suas promessas,  o Espírito é realmente mais poderoso do que nossas fraquezas, e ambos realmente querem mais de Deus, Ele nos usará para erradicar o pecado e cultivar a justiça no outro.

  1. O casamento cristão proclama o evangelho com mais humildade, consistência, e clareza do que quase qualquer outro tipo de relacionamento que temos nesta vida.

O conselho de Deus para o casamento vem em forma de cruz. O caminho para os casamentos mais bonitos, mais poderosos, e mais satisfatórios é o caminho para o Calvário. A Bíblia é clara que os comportamentos e os ritmos da aliança matrimonial são um retrato do amor sacrificial, perdoador e redentor de Cristo, para os pecadores. Paulo repete isso de várias maneiras, falando aos maridos e esposas.

“Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.” (Efésios 5:23)

“Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,” (Efésios 5:25)

“Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.” (Efésios 5:31-32)

É raro ver esse tipo de amor semelhante ao de Cristo em outros relacionamentos porque os riscos nunca são tão altos. O marido e a mulher fizeram uma aliança perante Deus para amar um ao outro até a morte. Não há rampas de saída ou portas de escape. Isso pode parecer assustador para alguns, mas nós fomos feitos para este tipo de amor: de aliança, duradouro, glorioso, fiel a promessa. É assim que Deus nos ama, e é o tipo de amor que confirma – de forma tangível e pontual – o evangelho que nós compartilhamos com o nosso mundo carente.

O casamento não pode torná-lo completo ou feliz. Só Deus irá satisfazer os desejos mais profundos que você tem. Mas Deus também fez o casamento, e Ele quer que muitos dos Seus filhos o experimentem, porque Ele os ama. Ele quer que eles façam promessas vitalícias, trabalhem duro todos os dias, e aproveitem as correntes profundas e permanentes da sua graça, que é demonstrada de forma única nessa relação.

11267685_10206064509439146_1348753066_o
“you’re such a heavenly view…”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: