Contentamento é obra da graça

O artigo original em inglês pode ser encontrado aqui. Ele faz parte de uma série sobre contentamento. 

Contentamento é espiritual

Estamos no caminho certo, se permanecermos com a nossa definição de contentamento: Contentamento é o espírito interior tranquilo que alegremente se submete a providência de Deus.

Essa é a chave para entendermos que o contentamento é espiritual. Por meio do evangelho, Deus está trabalhando uma mudança no Seu povo. Parte dessa mudança que Ele está trabalhando é uma mudança na forma como valorizamos as coisas.

Em Romanos 1, podemos ver o horrível padrão do pecado. Tragicamente, nós temos as coisas criadas como mais valiosas do que o próprio Deus. Acreditamos nas promessas vazias e ilusórias do tentador, e como nossos primeiros pais, trocamos a verdade de Deus pela mentira, e adoramos e servimos a criação, em vez de Deus.

O que o evangelho faz? Ele nos livra de encontrar o nosso sentido, propósito e identidade nas coisas criadas e nos permite encontrá-lo no próprio Deus. Lembre-se, este é o jeito que a criação foi feita para funcionar antes de o pecado entrar no mundo.

Adão e Eva ficaram descontentes com Deus e Sua palavra. Suas circunstâncias não batiam com seus desejos. Eles não foram autorizados a comer da árvore que eles queriam comer. E então, eles cederam aos seus desejos e se afundaram em ruína.

Vejam, é importante compreender isso. Podemos definir e expressar o que é o pecado em uma série de maneiras. O pecado é rebelião contra Deus, o pecado é transgressão, o pecado é traição, pecado é auto-adoração, o pecado é idolatria. Você pode dar várias nuances na língua sobre pecado para explicar as diferentes facetas do mesmo. No entanto, pergunto-me se alguma vez pensou no pecado desta maneira: o pecado é descontentamento. O pecado é o descontentamento com Deus. É um descontentamento com o próprio Deus, Sua palavra e Suas dádivas para nós.

É por isso que Filipenses 4:13 é tão poderoso: “Posso todas as coisas nAquele que me fortalece.”

Este é um versículo muito popular mas muitas vezes é retirado de seu contexto e muito mal utilizado. Um escritor observou que, “Ele é, muitas vezes, usado como uma promessa em branco para o que for desejado. Mas no contexto, é um versículo sobre contentamento. Não é sobre os seus sonhos se tornando realidade ou seus objetivos sendo cumpridos. Pelo contrário, é sobre ser alegre, satisfeito, e firme, mesmo quando a vida é dura e suas circunstâncias parecem impossíveis.

Entenda, este versículo não é sobre ganhar o jogo de futebol; é sobre como você reage quando você perde o jogo de futebol, ou se machuca bem na temporada, ou deixa de fazer parte da equipe completamente. Não se trata de conseguir um trabalho novo, uma casa nova, ou aquela roupa nova; é sobre encontrar a sua satisfação no trabalho que você já tem, na casa que você já possui, e nas roupas já penduradas em seu armário.

Este não é um versículo sobre ter competência para alterar as suas circunstâncias; pelo contrário, é um versículo sobre confiar no poder de Deus, a fim de se contentar em meio a circunstâncias que você não pode mudar. ”

O versículo está dizendo que nós podemos nos contentar – em toda e qualquer circunstância- através de Cristo que nos fortalece! E isso é uma ótima notícia.

Cristo não só pagou o preço pelo nosso descontentamento, mas Ele fornece o poder de nos fazer verdadeiramente contentes.

Somos um povo que luta com contentamento, mas graças a Deus que Ele não nos deixa! Cristo vem para salvar as pessoas de seu descontentamento-incluindo o pecado. Além do mais, Cristo não só pagou o preço pelo nosso descontentamento, mas Ele fornece o poder de nos fazer realmente contentes!

“Acho uma suficiência de satisfação em meu próprio coração, pela graça de Cristo, que está em mim. Embora, eu não tenho exteriores confortáveis e conveniências mundanas para suprir minhas necessidades, eu ainda tenho uma porção suficiente entre Cristo e minha alma em abundância para satisfazer-me em todas as condições. ” – Jeremiah Burroughs

Contentamento se aprende

Como Paulo chegou lá?

“Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.” (Filipenses 4:11)

Ele aprendeu contentamento. Onde aprendeu isso? Ele não aprendeu em seu treinamento rabínico com o grande Gamaliel. Ele aprendeu pelo Espírito, na fornalha da aflição, da Universidade de Jesus. Este é o mesmo evangelho, com o mesmo poder de transformar, que temos.

A lição fundamental do evangelho é que eu não sou nada e eu mereço nada, mas Deus deu a si mesmo por mim e para mim, e agora eu tenho tudo!

Pense nisso por um segundo: Nós não somos nada (“Que é o homem mortal para que te lembres dele?” – Sl 8:4) e não merecemos nada (exceto ira e inferno pelo pecado, “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” – Rm 3:23), mas Deus deu a si mesmo por mim (“o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gl. 2:20) e se entregou por mim (“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito…” – Jo 3:16) e agora eu sou abençoado incomensuravelmente com as infinitas riquezas de Cristo (nós somos abençoados “em Cristo com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais…” – Ef. 1:3).

Isto é incentivo suficiente para nós, como cristãos, nos esforçarmos para termos essa postura preciosa cheia da graça.

“Alma, então, conheça a tua salvação completa,

Supere o pecado, medo e cuidados,

Há alegria para se encontrar em cada estação,

Algo a fazer ou suportar.

Pense no Espírito que habita dentro de ti,

Pense nos sorrisos do Pai que são teus,

Pense que Jesus morreu para ganhar a ti,

Criança do céu, não podes estar descontente.”

(Tradução do hino tradicional: “Jesus, I My Cross Have Taken”)

image

Advertisements

One thought on “Contentamento é obra da graça

Add yours

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: