o Professor que temos.

Alguns meses atrás, estava em sala de aula enquanto meus alunos desenhavam em suas respectivas mesas. Um deles, um menino de 5 anos, em fase de alfabetização, chegou com seu desenho e disse: “olha tia, eu escrevi seu nome!” Fiquei surpresa, já que não tinha meu nome em lugar nenhum para ele copiar.

Então ele me mostrou, sorrindo, todo orgulhoso e confiante, um desenho com o nome dele e o meu em letras garrafais: “CUZENA”

Meu primeiro instinto foi rir, e tive que me conter ao máximo.

Sorri e olhei para ele. Ele estava tão feliz com o que tinha feito. Olhei para o nome…na cabeça dele, fazia sentido. O som do C (cê) mais o U, e o fato que eu carregava o A de “za” em inglês. Eu pensei no quanto esforço ele fez, nas letras que acertou, e como usou todas as informações que tinha e se arriscou ao escrever algo novo, que ele não via regularmente, e então eu fiquei tão orgulhosa que o abracei e falei: “Muito bem, meu amor!”  Corrigi-lo naquele momento provavelmente o ensinaria a escrever “Suzana” corretamente, mas inibiria qualquer futura tentativa de construir algo. Ele vai aprender a escrever certo, na hora dele. Mas naquela hora, vi todo o empenho e realização de uma criança de 5 anos.

Fui para casa pensando em como Deus lida com nossos erros, nossas falhas, nossos deslizes. Como pai, e também professor. Tentei imaginá-lo no meu lugar, exasperado, falando: “mas pelo amor ein? já te ensinei mil vezes que esse som é o S!!! e esse E aqui, meu filho, da onde você tirou?!” E no entanto, ao longo do meu caminhar com Cristo, Ele nunca foi assim comigo. Quantas coisas entendi há 1, 3, 5 anos atrás, crente que estava certa, e caminhei naquilo…até perceber que não era bem aquilo. Ou que aquilo era só uma parte, uma fração, um aspecto. Que tinha acertado algumas letras, mas outras não. Enquanto isso Cristo se deixa conhecer, e me leva a caminhar e a entender cada dia mais uma parte. Sem pressa, porque afinal, Ele tem toda a eternidade, preparou tudo antes da fundação do mundo, e sabe que a boa obra será completa até o dia dEle.

Ser professora me fez entender e enxergar um novo lado de Cristo. Aquele que espera, que corrige, que aponta…e que as vezes opta por não apontar, e deixar que a gente descubra lá na frente, na hora certa. Um professor manso e amoroso, pronto para dar colo aos que choram, crer nos que tem dificuldade e investir em cada um dentro de sua individualidade.

Entro em 2015 sabendo que tenho o melhor professor do mundo.

Sinceramente,
photo

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: